Como consultar o local de sua prova

Já fez sua inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)? Então é necessário ficar atento com a divulgação dos locais de provas. O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) está previsto para o mês de outubro nos dias 26 e 27, portanto é recomendado que os inscritos comecem a se preparar desde já.

Através do ENEM os estudantes têm a chance de ingressar em uma faculdade pública, basta fazer a inscrição no Sistema de Seleção Unificada (SISU). Outra opção é o Programa Universidade para Todos (PROUNI) que oferece bolsa integral ou parcial destinada às faculdades privadas.

Inscrição ENEM 2019

Os interessados em inscrever-se para o Exame Nacional do Ensino Médio devem acessar o site do INEP e preencher a ficha de cadastro com algumas informações importantes tais como nome completo, endereço, cidade que pretende fazer a prova, dentre outros dados.

Os candidatos devem informar o ano do ensino médio que está cursando ou se já concluiu o mesmo. No questionário socioeconômico o indivíduo deve ser verdadeiro e fornecer apenas informações corretas.

Consultar local de prova do ENEM

Você pode conferir o seu local de prova e outras informações através do cartão de confirmação do ENEM, porém o documento pode demorar um pouco para ser entregue. Caso não receba a carta em sua casa não se preocupe, pois basta acessar o site do INEP e informar o número de inscrição e do CPF para consultar o local de prova.

Os candidatos também podem telefonar para o Fala Brasil através do número 0800-616161 gratuitamente. É recomendado conhecer o local de prova com antecedência e ficar atento com o horário de chegada às escolas, pois os portões costumam abrir às 12h (horário de Brasília).

No primeiro dia de prova o aluno tem direito há quatro horas e meia para resolver os exercícios contidos no exame, já no segundo dia o tempo é de cinco horas e meia, devido à redação.

A prova do ENEM é constituída de 180 questões dividida em dois dias, sendo o primeiro dia questões referente às ciências humanas e suas tecnologias e ciências da natureza e suas tecnologias. No segundo dia as questões são referentes a linguagens e código, matemática e redação.

MEC Divulga Novas Regras para seus Exames

Regras do Sisu 2019: Em breve o MEC – Ministério da Educação fornecerá informações a respeito do Sistema de Seleção Unificada e a sua próxima edição, que será realizada em janeiro.

Abaixo os estudantes que pretendem participar poderão conhecer todas as regras do Sisu 2019, se preparando para as inscrições que se aproximam.

O Sisu foi criado pelo MEC com o intuito de unificar o sistema é método de seleção de estudantes para ingresso em instituições públicas de ensino superior de todo o país.

Com a sua primeira edição realizada em 2010, a cada ano o Sisu recebia novas adesões de instituições, que por sua vez descontinuaram seus tradicionais métodos de seleção, com provas específicas e vestibulares únicos.

A partir daí o principal meio para ingressar nestas instituições passou a ser pela nota obtida no Enem – Exame Nacional do Ensino Médio.

Requisitos e Regras do Sisu 2019:

As inscrições do Sisu 2019 poderão ser efetuadas somente para aqueles que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio em 2018, realizado em outubro em todo o país.

Além de somente ter participado das provas do Enem, estudantes que tenham zerado a redação do exame perdem o direito de participar da seleção do Sisu (Conheça os Requisitos do Sisu 2019).

Para a edição de 2019 as instituições deverão observar que a Lei de Cotas, de agosto de 2012, determina que pelo menos 50% das vagas devem ser reservadas aos cotistas, que são alunos egressos do ensino médio da rede pública.

Cronograma e Datas Sisu 2019:

O Cronograma Sisu 2019 será divulgado em breve, porém já existe uma previsão dos prazos estabelecidos para inscrição, divulgação do resultado e chamada regular única, apresentação da documentação nas instituições e também da participação na lista de espera.

A previsão é de que as inscrições sejam realizadas, exclusivamente, na segunda metade do mês de janeiro. A primeira e única chamada regular deverá ser realizada ainda em janeiro, quando será aberto o prazo para que os estudantes pré-selecionados entrem em contato para efetivação de matrícula, mediante apresentação dos documentos exigidos.

Os estudantes que não forem selecionados ainda sim poderão conquistar a vaga desejada. Isso por que será aberto, em fevereiro, o prazo para que os estudantes manifestem interesse em participar da lista de espera do Sisu 2019.

A lista deverá ser divulgada pelo MEC para que as próprias instituições realizem suas convocações. Por isso é importante estar atento aos prazos e manter sempre contato com a instituição de seu interesse, através do site oficial, e-mail ou telefone.

Como se Cadastrar no Programas criados pelo Governo

Hoje o governo brasileiro ajuda de diversas formas as famílias mais carentes do país. Um dos programas mais comuns que ajudam milhares de famílias brasileiras é o programa Bolsa Família 2019, onde uma renda é destinada a família toda mês.

Esse programa ajuda milhares de famílias brasileiras e muitas só dependem dessa renda. Porém, muitas pessoas não possuem informações e não recebem esse benefício.

O primeiro passo para obter o benefício é estar, obrigatoriamente, cadastrado no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico – esse cadastrado é feito exclusivamente pelas prefeituras municipais.

Já cadastrado no CadÚnico é só solicitar na prefeitura da sua cidade o cadastramento no programa Bolsa Família. Para isso você deverá estar munido dos seguintes documentos:

-Para o responsável familiar: CPF ou título de eleitor;

– Para os demais membros da família: qualquer documento de identificação, como por exemplo, a carteira de identidade, o CPF, o título de eleitor, a certidão de casamento ou de nascimento e/ou a carteira de trabalho. Por via das dúvidas, nós te aconselhamos a levar todos os documentos pessoais.

– Documentos que comprovem a renda familiar – no caso os valores devem comprovar que a família vive com renda de até R$ 77,00 mensal e necessita do benefício.

Com todos esses documentos em mão é só pedir ao funcionário para fazer o cadastro no programa.

Depois será feita uma seleção para assim receber o benefício. Essa seleção consiste pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) que seleciona, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas no programa. A preferência é única e exclusivamente feita para as famílias com menor renda apresentada.

O pagamento das parcelas é feito através de um cartão, o cartão Bolsa Família, que é emitido automaticamente, a partir do ingresso da família no programa.

Esse cartão é, normalmente, enviado por correio ou então retirado pessoalmente nas agências da CAIXA. Após o recebimento do cartão do bolsa família, o beneficiário deve se dirigir ao banco ou a uma lotérica e fazer o cadastramento de uma senha para conseguir sacar o montante do programa todos os meses.

Modalidades ensino apoiadas em programas de Bolsas de Estudo

O Educa Mais Brasil é um programa com objetivo de proporcionar inclusão educacional para estudantes de baixa renda.

Mais de 10 mil Instituições de ensino já são parceiras deste programa, e destinam uma parte de suas vagas para oferecer bolsas de até 70% do valor do curso para alunos contemplados pelo programa Educa Mais Brasil.

modalidades de ensino
modalidades de ensino

Quais as modalidades que Educa Mais Brasil abrange?

Modalidades Ensino apoiadas no Educa Mais Brasil

São várias as opções de cursos que os candidatos as bolsas do programa podem concorrer, as modalidades são as seguintes:

  • Graduação: para se candidatar a uma bolsa do programa Educa mais Brasil nesta modalidade, você precisa estar dentro dos critérios exigidos:
  • Pós-Graduação: para os candidatos que já prestaram uma graduação, mas querem continuar os estudos, fazendo uma especialização ou pós-graduação. O valor máximo de desconto que você pode conseguir é de 70%.
  • Ensino Infantil/Básico: para quem quer oferecer um ensino de qualidade para os filhos, ou deseja continuar os estudos, e tem como provar carência de condições para pagar 100% da mensalidade.
  • Cursos Técnicos: instituições que oferecem um ensino profissionalizantes ou técnicos, focados no ensino prático direcionados ao mercado de trabalho.
  • Cursos Livres / Idiomas: escolas que sejam parceiras do programa Educa Mais Brasil também oferecem uma percentagem das vagas para bolsas de alunos aprovados no programa. Para isso, é necessário que o aluno seja aprovado na prova avaliativa que a escola de ensino exigir, e depois que se inscreva no programa Educa Mais Brasil.

Para ingressar no programa é necessário cumprir estes requisitos:

  • Estar sem cursar um curso superior há 6 meses
  • Comprovar ausência de condições para pagar 100%

Quem pode se inscrever no programa Educa Mais Brasil?

Todas a pessoas interessadas em cursar ensino superior, técnico ou curso livre em uma instituição parceira do programa Educa Mais Brasil.

O candidato que desejar concorrer a uma bolsa do programa, deve prestar o vestibular ou prova avaliativa na instituição que deseja estudar – constatando primeiro que a instituição é cadastrada no programa.

Para saber quais são as intuições parceiras do programa, quais são os cursos que você pode se candidatar e como realizar as inscrições Educa Mais Brasil basta acessar ao site: educamaisbrasil.com.br; e no campo Instituição e curso procurar aquele que você está interessado.

Como se inscrever no Programa

As inscrições para programa Educa Mais Brasil são gratuitas, e devem ser realizadas online. No site do Educa Mais Brasil você pode encontrar informações e esclarecer todas as suas dúvidas, mas caso prefira também existe a opção de saber mais informações por telefone, através do número:

  • 40072020 (capitais e regiões metropolitanas)
  • 08007247202 (demais localidades)

Qual o objetivo do programa?

O objetivo principal do programa Educa Mais Brasil é ajudar estudantes de baixa renda a conquistar diferentes níveis de formação. Além dos cursos presenciais, também são oferecidos bolsas de estudos para cursos EAD – nesta modalidade, o aluno sempre conta com o apoio de grandes mestres, para não se sentir desnorteado em momento algum.

Como já foi dito, o mecanismo de inscrição é fácil e rápido. Depois de ter sido aceito no programa, basta apresentar a carta de matrícula na Instituição de ensino escolhida, para começar a gozar do benefício da sua bolsa de estudos.

Para permanecer usufruindo do benefício da bolsa de estudo – que pode custear até 70% do valor da mensalidade – o aluno deve manter um bom desempenho durante o curso, e caso desista ou tranque a matrícula, deve solicitar novamente a bolsa junto ao Programa do Educa Mais Brasil, para conseguir o benefício novamente.

Porque se deve candidatar no Educa Mais Brasil

O programa Educa Mais Brasil concede bolsas a todos os candidatos que provarem não terem condições de custear 100% do curso, essa é a maior das exigências do programa.

Além da mensalidade – com desconto – e da taxa administrativa em cada renovação de matrícula, o aluno não acumulará dívidas. Isso significa que após o termino do curso, e de quitar as mensalidades do curso, o aluno estará livre de débitos relacionados ao curso escolhido.