Como se Cadastrar no Programas criados pelo Governo

Hoje o governo brasileiro ajuda de diversas formas as famílias mais carentes do país. Um dos programas mais comuns que ajudam milhares de famílias brasileiras é o programa Bolsa Família 2019, onde uma renda é destinada a família toda mês.

Esse programa ajuda milhares de famílias brasileiras e muitas só dependem dessa renda. Porém, muitas pessoas não possuem informações e não recebem esse benefício.

O primeiro passo para obter o benefício é estar, obrigatoriamente, cadastrado no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico – esse cadastrado é feito exclusivamente pelas prefeituras municipais.

Já cadastrado no CadÚnico é só solicitar na prefeitura da sua cidade o cadastramento no programa Bolsa Família. Para isso você deverá estar munido dos seguintes documentos:

-Para o responsável familiar: CPF ou título de eleitor;

– Para os demais membros da família: qualquer documento de identificação, como por exemplo, a carteira de identidade, o CPF, o título de eleitor, a certidão de casamento ou de nascimento e/ou a carteira de trabalho. Por via das dúvidas, nós te aconselhamos a levar todos os documentos pessoais.

– Documentos que comprovem a renda familiar – no caso os valores devem comprovar que a família vive com renda de até R$ 77,00 mensal e necessita do benefício.

Com todos esses documentos em mão é só pedir ao funcionário para fazer o cadastro no programa.

Depois será feita uma seleção para assim receber o benefício. Essa seleção consiste pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) que seleciona, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas no programa. A preferência é única e exclusivamente feita para as famílias com menor renda apresentada.

O pagamento das parcelas é feito através de um cartão, o cartão Bolsa Família, que é emitido automaticamente, a partir do ingresso da família no programa.

Esse cartão é, normalmente, enviado por correio ou então retirado pessoalmente nas agências da CAIXA. Após o recebimento do cartão do bolsa família, o beneficiário deve se dirigir ao banco ou a uma lotérica e fazer o cadastramento de uma senha para conseguir sacar o montante do programa todos os meses.

Modalidades ensino apoiadas em programas de Bolsas de Estudo

O Educa Mais Brasil é um programa com objetivo de proporcionar inclusão educacional para estudantes de baixa renda.

Mais de 10 mil Instituições de ensino já são parceiras deste programa, e destinam uma parte de suas vagas para oferecer bolsas de até 70% do valor do curso para alunos contemplados pelo programa Educa Mais Brasil.

modalidades de ensino
modalidades de ensino

Quais as modalidades que Educa Mais Brasil abrange?

Modalidades Ensino apoiadas no Educa Mais Brasil

São várias as opções de cursos que os candidatos as bolsas do programa podem concorrer, as modalidades são as seguintes:

  • Graduação: para se candidatar a uma bolsa do programa Educa mais Brasil nesta modalidade, você precisa estar dentro dos critérios exigidos:
  • Pós-Graduação: para os candidatos que já prestaram uma graduação, mas querem continuar os estudos, fazendo uma especialização ou pós-graduação. O valor máximo de desconto que você pode conseguir é de 70%.
  • Ensino Infantil/Básico: para quem quer oferecer um ensino de qualidade para os filhos, ou deseja continuar os estudos, e tem como provar carência de condições para pagar 100% da mensalidade.
  • Cursos Técnicos: instituições que oferecem um ensino profissionalizantes ou técnicos, focados no ensino prático direcionados ao mercado de trabalho.
  • Cursos Livres / Idiomas: escolas que sejam parceiras do programa Educa Mais Brasil também oferecem uma percentagem das vagas para bolsas de alunos aprovados no programa. Para isso, é necessário que o aluno seja aprovado na prova avaliativa que a escola de ensino exigir, e depois que se inscreva no programa Educa Mais Brasil.

Para ingressar no programa é necessário cumprir estes requisitos:

  • Estar sem cursar um curso superior há 6 meses
  • Comprovar ausência de condições para pagar 100%

Quem pode se inscrever no programa Educa Mais Brasil?

Todas a pessoas interessadas em cursar ensino superior, técnico ou curso livre em uma instituição parceira do programa Educa Mais Brasil.

O candidato que desejar concorrer a uma bolsa do programa, deve prestar o vestibular ou prova avaliativa na instituição que deseja estudar – constatando primeiro que a instituição é cadastrada no programa.

Para saber quais são as intuições parceiras do programa, quais são os cursos que você pode se candidatar e como realizar as inscrições Educa Mais Brasil basta acessar ao site: educamaisbrasil.com.br; e no campo Instituição e curso procurar aquele que você está interessado.

Como se inscrever no Programa

As inscrições para programa Educa Mais Brasil são gratuitas, e devem ser realizadas online. No site do Educa Mais Brasil você pode encontrar informações e esclarecer todas as suas dúvidas, mas caso prefira também existe a opção de saber mais informações por telefone, através do número:

  • 40072020 (capitais e regiões metropolitanas)
  • 08007247202 (demais localidades)

Qual o objetivo do programa?

O objetivo principal do programa Educa Mais Brasil é ajudar estudantes de baixa renda a conquistar diferentes níveis de formação. Além dos cursos presenciais, também são oferecidos bolsas de estudos para cursos EAD – nesta modalidade, o aluno sempre conta com o apoio de grandes mestres, para não se sentir desnorteado em momento algum.

Como já foi dito, o mecanismo de inscrição é fácil e rápido. Depois de ter sido aceito no programa, basta apresentar a carta de matrícula na Instituição de ensino escolhida, para começar a gozar do benefício da sua bolsa de estudos.

Para permanecer usufruindo do benefício da bolsa de estudo – que pode custear até 70% do valor da mensalidade – o aluno deve manter um bom desempenho durante o curso, e caso desista ou tranque a matrícula, deve solicitar novamente a bolsa junto ao Programa do Educa Mais Brasil, para conseguir o benefício novamente.

Porque se deve candidatar no Educa Mais Brasil

O programa Educa Mais Brasil concede bolsas a todos os candidatos que provarem não terem condições de custear 100% do curso, essa é a maior das exigências do programa.

Além da mensalidade – com desconto – e da taxa administrativa em cada renovação de matrícula, o aluno não acumulará dívidas. Isso significa que após o termino do curso, e de quitar as mensalidades do curso, o aluno estará livre de débitos relacionados ao curso escolhido.

 

Aprenda a realizar consultas de serviços de seu veículo pela internet

Para os proprietários de veículos de Minas Gerais, nada melhor do que realizar consultas do seu veículo sem precisar sair de casa. Através do Detran MG Consultas, você poderá ter acesso às informações do seu IPVA, Licenciamento, Seguro DPVAT e muito mais. Saiba aqui como ter acesso ao Detran MG Consultas com facilidade e praticidade que a plataforma online do Detran oferece.

Consulta pela Internet
Consulta pela Internet

Consulta pelo portal do Detran

Nada melhor do que conseguir resolver um problema ou ter acesso à informação sem precisar enfrentar filas enormes ou ter que se deslocar de casa ou do trabalho. O Detran MG disponibiliza a todos seus usuários e proprietários de veículos o acesso facilitado à informações sobre seu automóvel.

Consulte seu IPVA, seu Licenciamento ou Seguro DPVAT através da plataforma online do Detran na internet, através de um computador ou até mesmo smartphone. Veja o passo a passo para consultar:

Como consultar o pagamento do Imposto automotivo

Como sabemos, o IPVA MG tem datas de vencimento. Para 2016, o pagamento teve seu período de pagamento de 13 de janeiro a 21 e março para todos os veículos automotores rodoviários usados, variando de acordo com o número final da placa, como mostra a imagem a seguir:

Se você ainda não efetuou o pagamento do seu IPVA e deseja consultar a situação do seu veículo, escolha uma das opções abaixo, e você será direcionado à página da Sefaz-MG para consultar seu IPVA:

  • Consulta por marca/modelo do veículo;
  • Consulta por código RENAVAM.

O pagamento do IPVA pode ser feito pelos seguintes meios:

Diretamente nos guichês de caixa ou terminais de autoatendimento juntamente com sua guia de arrecadação que deverá ser emitida. Para emitir seu boleto de arrecadação do IPVA, clique na imagem a baixo:

Agentes arrecadadores disponíveis para receber pagamento do IPVA: Banco do Brasil, SICOOB, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Casa Lotérica, HSBC, Mercantil do Brasil, Santander, Banco Postal e Mais BB.

Consulta do Seguro obrigatório

É administrado pela Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT, a qual reembolsa despesas com eventuais acidentes ocorridos dentro do território nacional envolvendo veículo automotor, observados os limites de valores.

O recolhimento do DPVAT garante indenizações em caso de morte e invalidez permanente e o reembolso de despesas médicas e hospitalares, devidamente comprovadas. Para saber como requerer o Seguro DPVAT, clique aqui.

Como solicitar o licenciamento de seu veículo

Para ter acesso ao Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), você deve pagar o IPVA 2019. Este documento deverá ser renovado anualmente. O novo documento será enviado ao endereço do proprietário cadastrado no banco de dados do IPVA/MG, desde que não haja registro de débitos relativos ao Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e a Taxa de Renovação do Licenciamento Anual do Veículo (TRLAV) nos últimos cinco anos, multas de trânsito e seguro obrigatório (DPVAT).

O valor do Licenciamento Anual 2019 foi de R$ 85,81 e a taxa pode ser emitida junto com a guia IPVA.

O pagamento da Taxa de Licenciamento Anual pode ser feito pelos seguintes meios:

  • Diretamente nos guichês de caixa ou terminais de autoatendimento. Para imprimir a Guia de Arrecadação, clique aqui.
  • Agentes arrecadadores disponíveis para receber pagamento do IPVA: Banco do Brasil, SICOOB, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Casa Lotérica, HSBC, Mercantil do Brasil, Santander, Banco Postal e Mais BB.

Ficou com dúvidas? Solicite atendimento

Para maiores informações, entre em contato com o Detran MG, pelo telefone:

  • Telefone: disque 155 (somente para telefone fixo)

Horário de Atendimento:

  • Segunda a sexta: 07:00 às 19:00 horas
  • Sábado e domingo: 08:00 às 15:00 horas.

Líder do estupro coletivo deveria ter sido preso por atirar em gerente

Elas teriam ido a uma espécie de morro que é ponto turístico de Castelo para fazer algumas fotos. Foi quando Adão e os demais menores raptaram

Adão é o nome do único maior de idade, acusado de ter liderado o estupro coletivo, com doses de crueldade, ocorrido na noite desta quarta-feira (27/05) com quatro jovens na cidade de Castelo do Piauí, a cerca de 190km de Teresina.

Leia mais: Polícia identifica os cinco acusados de violentar menores em Castelo do Piauí

Local em que as jovens foram violentadas (Fotos: Reprodução/TV Antena 10)

Segundo o secretário estadual de Segurança, Fabio Abreu, ele é o único foragido dos cinco que cometeram o crime. Os outros quatro acusados são menores e estão apreendidos, sob controle da Polícia, que os protege, já que a população ameaça lincha-los.

Líder do grupo é o único maior de idade e segue foragido (Montagem: O Olho)

Fábio Abreu diz que Adão, por ser maior de idade e ter um histórico criminal conhecido da polícia na região, liderou o estupro coletivo. “Ele (o acusado) responde por outros casos. Inclusive já era para estar preso. Ele está sendo procurado pela polícia desde a semana passada, num crime em que atirou contra a gerente de um posto”, informou o secretário.

Pedaços das roupas foram encontrados no local (Foto: Reprodução/ TV Antena 10)

TV MOSTRA O LOCAL

Um correspondente da TV Antena 10 em Castelo do Piaui, Ronaldo, realizou todo o percurso que as meninas fizeram no momento do crime. Elas teriam ido a uma espécie de morro que é ponto turístico de Castelo para fazer algumas fotos. Foi quando Adão e os demais menores raptaram, segundo a polícia sob efeito de drogas, e estupraram três das quatro jovens, agredindo-as com uso de pedras e facas e ainda jogaram da altura do morro.

O pai de uma delas, Jorge, que é um comerciante conhecido em Castelo e ajudou nas buscas pelas garotas, concedeu entrevista e falou do ocorrido. “A gente ficou sem ação (quando viu as meninas feridas). Eu nem acreditei na hora. E a polícia não quis deixar a gente ver a cena do crime de perto de tanto sangue que tinha. Graças a Deus minha filha está viva, está sedada no HUT em Teresina e esperamos que saia bem”, afirmou.

Pai de uma das vítimas, e que ajudou a encontrar as jovens (Foto: Reprodução/TV Antena 10)

Governo vai à Justiça contra a greve dos policiais no Estado

Os secretários que integram a equipe econômica do governo do Estado são categóricos em afirmar que o governo não tem mais como ceder nas negociações com os policiais civis e militares em greve. De acordo com o secretário de Governo, Merlong Solano, sem acordo, o Estado irá recorrer à Justiça para deter a greve.

Merlong Solano (PT)
Deputado estadual e secretário de Governo, Merlong Solano (PT) – (Foto: Manoel José/O Olho)

Merlong afirma que se a última parcela do reajuste salarial for concedida de forma integral, como pedem as categorias, o Estado voltará a ultrapassar o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal. Mas as categorias contestam essa informação e alegam que o governo continua realizando nomeações de comissionados.

O governador Wellington Dias (PT) afirma que já pediu apoio ao Governo Federal para que o Exército faça a segurança do Estado durante a greve. “Não podemos deixar a população do Estado sem segurança. Já fizemos a proposta possível as categorias e pedimos apoio do governo Federal para garantir a segurança”, destacou.

Segundo Merlong Solano, a proposta do governo prevê o pagamento de 50% do reajuste na folha de pagamento do mês de maio e o restante será paga apenas em janeiro de 2016. A Secretaria de Fazenda afirma que o impacto com o pagamento integral do pagamento seria de 27 milhões. Com o pagamento parcelado seria de R$ 10 milhões.